segunda-feira, outubro 30, 2006

Para Rodolfo, Lydie, Catarina, Sonia, Tiago

Por mais cansada que esteja, por mais ensaios inúteis que tivémos, por mais discussões que aconteceram... tudo perde importância no momento em que a música começa e lá vai ter de ser...com toda a garra e entrega.
Pah, é sempre um orgulho estar em palco com vocês e é com vocês que quero continuar a sentir o que sinto quando as luzes se acendem: uma enorme felicidade.
Um mil folhas e uma taça de morangos com natas de energia positiva para vocês.
Patricia

6 comentários:

S.B. disse...

Foi bonito, foi profundo, poeta-pintor!

London bridge is falling down...

Anónimo disse...

Porra pá...

cá está a maldita lágrima a brotar por culpa tua..
raio da miúda!

coisas que se sentem mas que não se dizem porque é difícil... pelo blog é mais fácil!

;)

Francesa

Anónimo disse...

por amor da santa!.. deixaivos de sentimalismos parolos. por amor da santa!(segunda vez)...
umbigo (circunferência perfeita)

rednosedraindeer disse...

Foda-se pá, mas que musica? mas que luzes? vamos mas é todos lá pra fora fazer desenhos e deixar os senhores a olhar pra nós feito parvis e a pensar que o cesariny estava mesmo lá em cima (sim, é verdade, houve quem acreditasse!). E no fim fazemos a barba, colocamos o nariz de palhaço, e pronto, já está! Prá semana há mais! Que é como quem diz já amanhã.

S.B. disse...

Mas o Cesariny estava no jardim. Perugunta ao Vitor e ao Telmo se não o viram...

- O NOSSO DEVER FALAR -

Vitor disse...

:D
Devo dizer que estive com o Cezariny duas vezes nessa tarde... mas também tenho de confessar que na segunda vez foi muito mais caloroso.